Formação em Segurança Contra Incêndios

A formação deve ter acções que melhorem as competências de segurança contra incêndios dos utilizadores dos espaços, especialmente para:

  • funcionários e colaboradores de quem explore os espaços afectos às utilizações-tipo;
  • todas as pessoas que trabalhem mais do que 30 dias/ano nos espaços afetos às utilizações-tipo;
  • todos os elementos que tenham atribuições previstas nas actividades de autoproteção

Assim sendo, a formação para o pessoal especializado deve prepará-los nos vários aspetos e áreas que necessitem um tratamento específico ao nível da segurança (nas Medidas de Autoproteção – MA -, nos comportamentos, etc.). Para o pessoal do estabelecimento ou edifício, a formação deve estar de acordo com o papel de cada indivíduo dentro das MA. Além disso, a formação também deve ser partilhada com o público em geral.

A formação deve determinar os objetivos em três áreas: a) procedimentos; b) atitudes, valores e regras; c) atos e conceitos.